Hermann Sudermann - O MOINHO SILENCIOSO (Editora Saraiva, Coleção Saraiva)



Título: O Moinho Silencioso
Autor (a): Hermann Sudermann [lista]
Editora: Saraiva
Coleção: Saraiva (Nº 41) [lista]
Período de Publicação: 1951
Número de Páginas/Capítulos: 162 páginas
ISBN: -
Arte da Capa: Nico Rosso
Ilustrador (a): (Não há)
Tradutor (a): Nair Lacerda
Edição Original: Geschwister: Zwein Novellen (Die Geschichte der Stillen Mühle), 1888, Alemanha, Editora F. & P. Lehmann
Edições: 1ª (1951)





ORELHA:


O Moinho Silencioso é uma das obras principais de Hermann Sudermann, o famoso romancista alemão contemporâneo. Neste livro, o tema intensamente passional e o estilo diáfano se conjugam de modo muito harmonioso. Não importa que as paixões descritas, pelo celebrado autor tudesco, se salientem pela violência, porque a forma literária, em que é vazado o aludido romance, não perde nunca a sua esvoaçante leveza de gaze... Sudermann - e esta é talvez a qualidade proeminente de "O Moinho Silencioso" - soube conciliar o assunto impetuoso e a linguagem delicada e transparente. Não há, no emocionante volume, concessões à vulgaridade e ao sensacionalismo.

Sudermann nasceu em 1857 em Matziken (Prússia Oriental). Descendia de uma antiga família de menonitas holandeses. Estudou História, Literatura e Filologia nas Universidades de Koenigsberg e Berlim. Foi professor na casa do poeta Johann Hopfen, e também se dedicou ao jornalismo. O êxito estrondoso do seu romance "A Honra", em 1888, converteu-o de repente num dos mais festejados autores da Alemanha. Desde então consagrou-se por completo à vida literária, e alcançou igual sucesso na produção teatral e na elaboração de romances e novelas.

Os trabalhos de Sudermann destacam-se pelo sentido ético, pela sátira implacável, pela psicologia profunda e pela audácia crítica. Atraíram entusiasmos, mas também despertaram ódios. Em "O Moinho Silencioso", seu único escopo, ao que parece, é a descrição comovida dos sentimentos e conflitos espirituais de criaturas predestinadas ao sofrimento. As peças mais famosas do querido autor germânico são: O Fim de Sodoma, O Eterno Masculino, Fogueiras de São João, e Magda, ou O Lar, que foi representada na Europa pelas principais trágicas da época. Em Portugal, criou Magda a inesquecível atriz Lucília Simões. Os romances mais louvados de Sudermann são: Senhora Sorge, A Vereda dos Gatos, O Desejo, e O Moinho Silencioso, que, pela primeira vez, aparece no nosso idioma.

Sudermann foi quem redigiu em 1914 o famoso Manifesto dos Intelectuais Alemães, conhecido pelo nome de Manifesto dos 93. Faleceu em 1928.

OUTRAS INFORMAÇÕES

O Moinho Silencioso foi lançado originalmente na Alemanha em 1888 no livro "Geschwister: Zwein Novellen" (Irmãos: Apenas duas histórias), que reunia no mesmo volume duas novelas: "Die Geschichte der Stillen Mühle" (A História do Moinho Silencioso) e "Der Wunsch" (O Desejo). Não foi confirmado pelo Fichinhas de Livros se a edição lançada no Brasil pela coleção Saraiva contém as duas novelas, ou apenas "Die Geschichte der Stillen Mühle", mas pelo número de páginas da edição brasileira (162 páginas) em comparação com a primeira edição alemã (359 páginas), conclui-se que apenas a primeira novela do livro foi publicada na edição brasileira.

Essa edição da coleção Saraiva foi a única publicada no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário